15 de abril: A Presença de Deus – meditação matinal diária

only-one-flag-flies-above-menaka

Seremos mais conscientes na nossa vida exterior, somente quando sentirmos que a vida exterior não possui existência sem a vida interior, a vida de luz interior. A vida interior é a fundação. Se a fundação não é sólida, a estrutura não poderá ser forte e permanente.

 

Cedo pela manhã, quando nasce o dia, devemos sentir que Deus vem primeiro na nossa vida. Por dez ou quinze minutos ou meia hora, devemos invocar a presença de Deus. A presença de Deus é constante em todo lugar; mas, se sentimos que Deus é outra pessoa, em algum outro lugar, então temos de invocá-lo do Céu altíssimo. Se sentirmos que Deus já está dentro de nós, mas escondido tão profundamente, que não podemos vê-Lo ou senti-Lo, então, teremos de orar para que Deus venha à tona. Um buscador deve invocar Deus do exterior ou, então, trazer à tona a presença interior de Deus. Quando sentir a presença de Deus, saberá que a sua vida está segura, pois a presença de Deus significa o Poder infinito, a Luz infinita de Deus.

 

A menos que aspire,

Será compelido

A permanecer um prisioneiro da confusão.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano

Deixe um comentário ou contribua com um poema

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s