13 de novembro: O Clamor Interior e Exterior – meditação diária matinal

no-darkness-can-forever-remain-unmesh

Chore por dentro poderosamente. Sorria por fora devotadamente.

 

Trazemos gratidão à tona através do nosso constante choro interior. Quando precisamos desesperadamente de nome, fama, capacidade exterior, prosperidade e assim por diante, choramos exteriormente. Mas, quando choramos interiormente, temos de sentir que choramos, somente, para agradar e satisfazer a Deus à Sua própria maneira. O choro exterior é para a nossa própria satisfação, à nossa própria maneira. O choro interior é pela satisfação-Deus, à maneira própria de Deus. Se existe um choro interno constante, isso significa que tentamos agradar a Deus, satisfazer a Deus e completá-Lo à Sua própria maneira. Se pudermos chorar internamente, em silêncio, então, a nossa gratidão aumentará, porque dentro do choro interior está a morada da gratidão e dentro da morada da gratidão está Deus.

Menor do que os menores

Pode ser o templo exterior,

Aonde todo dia vou para adorar o meu Senhor.

Mas, maior do que os maiores

É o meu templo interior,

Onde todos os dias vou para orar e meditar

Com meu choro-aspiração e sorriso-dedicação,

Para me tornar um outro Deus.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano. 

Deixe um comentário ou contribua com um poema

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s